segunda-feira, 20 de março de 2017

MEIOS PARA SE OBTER A ATRIÇÃO E A CONTRIÇÃO

LEITURA ESPIRITUAL MEDITADA

1.  ORAÇÃO: O primeiro meio e o principal é recorrer a Deus pela oração. Com as forças da nossa livre vontade, infelizmente podemos pecar, mas com essas forças só não nos podemos levantar. Ainda mais: fazer de um pecador um justo é a obra prima da onipotência de Deus; é uma obra muito maior do que criar um novo sol ou um mundo novo, maior do que dar a vida a todos os cadáveres que povoam um cemitério. Caríssimos, devemos refletir na negligência imperdoável desses cristãos que não cuidam em se recomendar a Deus para ter essa verdadeira dor. Vemos como muitos recomendam-se a Deus para obter uma grande colheita de café, ganhar processo, curar-se de uma moléstia; conseguir um emprego etc.. Nestes meus mais de 42 anos de sacerdócio, posso contar nos dedos das mãos as pessoas que me pediram missas para alcançar a graça da contrição. Daí, quantas confissões sem o devido arrependimento!

2. FAZER FREQUENTES ATOS DE CONTRIÇÃO: Como se aprende uma arte qualquer? Pelo uso e o exercício. Certamente, quem quer aprender uma língua estrangeira, não bastaria pegar no livro, três ou quatro vezes por ano. E o perigo é, além de fazer poucas vezes o ato de contrição, ainda pior, é que, às vezes, fazem-no de um modo maquinal, sem pensar no que dizem. Devemos tomar o santo hábito de fazer de manhã e à noite o ato de contrição e, mais importante ainda, procurar fazê-lo o melhor possível. Devemos fazê-lo, é claro, antes de nos confessarmos e antes de recebermos a absolvição. Na verdade, o Ato de Contrição maior, aquele tradicional, inclui o pedido da contrição e depois também da atrição: "Senhor meu Jesus Cristo, Deus e Homem verdadeiro, Criador e Redentor meu, por serdes Vós quem sois, sumamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas, porque Vos amo e estimo, pêsa-me de todo coração de Vos ter ofendido [até aqui o Ato de Contrição], pêsa-me também por ter perdido o céu e merecido o inferno [ato de atrição]... etc.

3. FAZER EM ESPÍRITO TRÊS VIAGENS: Ao inferno, ao céu e ao Calvário. As duas primeiras para se obter a atrição; e a terceira para se conseguir a contrição. MEDITAR NO INFERNO: Entrar ali em pensamento naquele lugar de tormentos, e ver o lugar que merecemos pelos pecados mortais (mesmo que seja um só), no meio do fogo eterno, na companhia dos demônios e dos réprobos. Então agradecer a Deus não nos ter precipitado ali, e suplicar que tenha misericórdia de nós. Esta meditação serve par excitar em nossa alma um vivo temor de Deus, que pune o pecador de uma maneira tão terrível.  MEDITAR NO CÉU: Ali contemplar esta morada da Glória e da Felicidade. Lamentar à sua entrada, que o pecado fechou as suas portas, e suplicar ao Senhor que as abra. Esta meditação serve para formar em nosso coração uma doce confiança na misericórdia do Senhor, que não quer a morte do pecador, mas a sua conversão e a sua vida. MEDITAR NO CALVÁRIO, ou seja, NA PAIXÃO E MORTE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO: Aí, fixando o Salvador crucificado, devemos dizer: Eis ali a minha obra: eu sou a causa das dores de Jesus Cristo; cooperei, por meus pecados, com os outros pecadores, para cobrir de chagas este corpo sagrado, para crucificá-Lo, para lhe dar a morte. Ó Jesus, que mal me tínheis feito? Como pude tratar-Vos assim a Vós, que me amastes até ao excesso, a Vós, a quem eu deveria amar com um amor infinito, se pudesse amar infinitamente. É porque sois infinitamente amável que eu Vos amo e que me arrependo de Vos ter ofendido.

Caríssimos, oh! se nós seguíssemos este método, quanto fruto tiraríamos das nossas confissões!

4. FAZER A VIA SACRA:  Havendo tempo, é sumamente recomendável porque completa a meditação anterior sobre a Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo. É mais uma oração e ação muito eficazes para se obter de Deus o arrependimento perfeito, ou contrição.


5. PEDIR ESTA GRAÇA A MARIA SANTÍSSIMA: Mãe das Dores e reconciliadora dos pecadores com Deus, ou seja, Advogada dos pecadores, ela ouve nossa oração e pede a Jesus que mude a água lodosa dos nossos pecados no vinho delicioso da graça divina. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário