segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

LEITURA ESPIRITUAL - Dia 4 do mês de janeiro

Dos desejos desordenados e da prudência nas ações

   Todas as vezes que o homem deseja desordenadamente alguma coisa, logo perde a paz. O soberbo e o avarento nunca estão sossegados; quem é humilde e desprendido dos bens materiais, este vive em muita paz.
   O homem sensual também não tem paz porque não consegue desapegar-se totalmente dos desejos terrenos. Se consegue o que deseja, o coração fica insatisfeito, sente pesar sobre si o remorso da consciência. Se já ficou com a consciência cauterizada de tanto pecar, e não sente mais remorso, é mais infeliz ainda, porque dificilmente se converterá. Há, pois, mais perigo em sentir o remorso eternamente. 
   Em resistir pois às paixões se acha a verdadeira paz do coração, e não em segui-las. Só há paz no coração do homem fervoroso e espiritual. 
    Um pesado jugo oprime os filhos de Adão, continuamente fatigados pelos apetites da natureza corrupta. Se porventura sucumbem, para logo a tristeza, a inquietação, o dissabor, o remorso se apoderam de sua alma. "Soberbo ainda de mim mesmo, diz Santo Agostinho, contando as desordens de sua mocidade, apartava-me para longe de Vós, ó Deus meu! em caminhos semeados todos de estéreis dores" (Conf. 11,12).
    Mais custa ao homem ceder ás suas inclinações do que vencê-las; e se o combate contra as paixões é renhido, dele resulta uma paz inefável.
    Neste combate chamemos o Senhor em nosso auxílio; não temamos o trabalho, cobremos ânimos, perseveremos firmes na fé e na esperança. Que é um dia, um ano, a vida toda em comparação do bem-aventurado repouso da vida eterna na Jerusalém celeste? 
    Quão tarde vos conheci, formosura tão antiga e tão nova, quão tarde Vos conheci e amei! Vinde em meu auxílio, Deus meu, dai-vos pressa em socorrer-me; sois a minha fortaleza nos combates e o meu refúgio no dia da tribulação. "Ânimo, minha alma tem valor e firmeza em tuas penas, e espera confiada o socorro do Senhor". 
    A vida virtuosa faz o homem sábio segundo Deus e experimentado em muitas coisas. Quão mais humilde for cada um em si, e mais sujeito a Deus, tanto será mais sábio e sossegado em tudo.
    Antes de qualquer ação ou empreendimento devemos pedir as luzes do Divino Espírito Santo. Como ninguém se conhece a si mesmo, não pode desde logo ser seu próprio guia: por isso, deve pedir a sabedoria a Deus, Nosso Senhor. 
    O ramalhete espiritual hoje, para ficar lembrado durante o dia deste jardim odorífero da meditação e tirar frutos para a vida eterna, será estas palavras das Sagradas Escrituras: "Aqueles que são de Jesus Cristo crucificaram a sua carne com seus vícios e concupiscências". 
    
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário